quinta-feira, junho 29, 2006

A Zara Preciosa partiu

A Zara foi adoptada no dia 5 de Junho. As notícias que a nova dona me deu dela durante estes dias eram muito animadoras, ela comia (pouco, mas comia), não miava de noite e dormia com uma das gatas da casa. Já tinha dito à dona que ela tinha de ir ao vet para vermos qual o estado do polipo que tinha no ouvido esquerdo, ofereci-me para ir com ela e pagar a consulta.
Na terça-feira (dia 20), a dona da Zara mandou-me um sms a dizer que ía com a Zara para o vet porque ela estava muito prostrada e não comia NADA. Fiquei alarmada, como imaginam e mais tarde nesse dia, soube que a Zara estava com otites em ambos os ouvidos, mas que havia algo mais, e tinham enviado sangue para análises para detectar o problema. Os resultados das análises só sairam no dia seguinte e foram estes:
Ureia - 422
Criatinina - 9.7
Fósfero inorgânico - 12.2
Proteínas totais - 9.2
Algomina - 2.5
Se estiverem dentro dos valores, saberão melhor do que eu de que os resultados eram alarmantes. O diagnóstico foi de insuficiência renal crónica ou aguda, e a Zara teria de ficar a soro porque estava estremamente desidratada (e muito mais magra) e o veterinário onde a Zara estava pedia 70€/dia de internamento. A dona da Zara disse-me que não tinha condições financeiras para suportar os tratamentos e eu ofereci-me prontamente a ajudar, tudo pela Zara, ela não ía morrer por falta de assistência médica, isso não!!!
Telefonei para algumas clínicas, mas nenhuma delas tinha internamento nocturno, pelo que acabei por dizer á dona da Zara para se encontrar comigo no Hospital da Várzea de Sintra, para internarmos a Zara. Quando ela chegou e eu vi a Zara não quis acreditar! A Zara estava pele e osso... De 3,750kg passou para 2,300kg em 15 dias! E ela dizia-me que ela comia...
Eu responsabilizei-me por assegurar todas as despesas do tratamento da Zara, mas precisava de ajuda... Falei com a Maria João (boltans), que concordou que as Artes e Rep'Artes fossem o patrocínio da Zara nesta altura difícil, pelo que que pedimos que divulguassem o nosso site, onde temos peças feitas por nós, que as pessoas poderiam adquirir e em troca, ajudar a Zara. Não havia grandes esperanças de melhoras da Zara, mas eu não podia deixá-la morrer... Pedi ajuda no Felinus.
Na quinta-feira liguei para o hospital e o veterinário disse-me que a Zara estava mais animadinha, e a temperatura dela estava um pouco melhor (estava com 37º na véspera), fui lá vê-la depois do trabalho e também a achei um pouco melhor... ronronou com a cabeça encostada na minha mão, enquanto lhe fazia festas. Levei-lhe ração e latinhas renal.
Mas a Zara continuava a não comer sozinha, e tudo estava dependente dos resultados das análises que foram feitas no domingo.
Re-baptizei-a de Zara Preciosa e segredei-lhe que ela não voltaria para a outra casa, que tinha de ficar boa para voltar para mim, para sempre...
No domingo, foram feitas novas análises e os resultados, apesar de ainda altos, estavam muito melhores. Os veterinários acharam que ela não comia lá, e que o melhor seria ir para casa, onde havia mais probabilidades de abrir o apetite. A Zara teve alta no domingo e levei-a para casa... Era tão bom voltar a ter a minha pequenina comigo... Consegui-lhe dar comida com seringa e o medicamento. A Zara estava quase incontinente, não se aguentava até ao caixotinho, e resolvi colocar-lhe um caixotinho perto da sua almofada. Ela ainda se levantava para ir lá, mas invariavelmente, falhava o alvo.
Passou bem a noite, mas de manhã, estava com uma respiração estranha (muito acelerada) e estava-se a babar. Vesti-me e "voámos" para o hospital, mas a Zara estava muito fraca e não resistiu, morreu no caminho...
Apenas um desabafo... A ultima coisa que a Zara fez antes de ir para a casa de quem a deixou a morrer foi dar-me uma lambidela no nariz... É uma imagem e uma sensação que não me sai da cabeça...
Apesar de tudo, apesar de no fim, ela estar demasiado fraca para resistir, senti que a Zara ficou feliz por voltar a casa. E não me perdoo do meu erro de juízo, de ter confiado a Zara a uma pessoa sem uma pinga de humanidade!
A pessoa que adoptou a Zara não a foi visitar enquanto ela esteve internada, acho que ela nem deve saber ainda qua a Zara partiu...
Tem sido muito complicado para mim a forma como a Zara partiu, porque eu esperava que ela recuperasse em casa, porque eu a julgava bem entregue e não sonhava que ela estivesse a morrer devagarinho...
A minha Zara Preciosa partiu...

6 comentários:

Alexa disse...

Querida Raquel,
Já te deixei algumas palavras sobre a partida da Zara Preciosa no fórum do Felinus... palavras que nunca nos ajudam a minorar o sofrimento que sentimos, após a partida de um dos nossos animais :(
Vivi uma situação semelhante de diabetes + insuficiência renal com uma gatinha idosa que tinha adoptado no início do ano passado (e que apenas viveu comigo 1 mês :(
Mas sei, por experiência própria, que os gatos sentem sempre a presença de quem os ama, quando estão prestes a "partir". Por isso, Raquel, acredito que a Zara Preciosa foi muito feliz nos seus últimos momentos contigo (bem como no restante tempo que aí viveu).
E por isso mesmo deve estar-te muito agradecida! Persistirá como uma recordação Preciosa para ti, amiga!
Quanto ao resto (a falta de humanidade da pessoa que a adoptou)... esquece! Nem sequer vale a pena pensar mais nessa pessoa! Pensa apenas no amor e carinho que sempre deste à tua Zarinha!

Rodrigues disse...

Também já te disse tanta coisa, não é? Fizeste bem em contar aqui o sucedido...

E faço minhas as palavras da Alexa. Que para consolar e dar alento tem manifestamente mais arte que eu, que sou, com muita pena minha, uma trôpega no que respeita a exprimir-me por palavras. (Por algum motivo tenho um fotoblogue...)

Abracinho

Anónimo disse...

Raquel,
Ainda ontem vim procurar noticias da nossa Zara e até reclamei pela prometida foto. Conhecemo-nos no CCVila (UZ)e falámos dela, com a lágrima no olho, lembra-se?
Também eu acreditei que ela tinha sido bem adoptada. Agora, o primeiro pensamento foi "porque não a adoptei...", mas culparmo-nos já nada resolve. Raquel, guarde os bons momentos vividos, em que ambas foram felizes e continue sempre a fazer o seu melhor e a acreditar.
Um abraço.
Fátima

Raquel Mendes disse...

Estas palavras sobre a partida da Zara são apenas a cópia do que escrevi no Felinus durante o tempo que ela esteve internada. Ainda não me sinto preparada para escrever do coração... Talvez um dia...

Raquel Mendes disse...

Fátima, lembro-me perfeitamente de si, e da nossa conversa. Infelizmente as coisas afinal não estavam bem como me contavam e a Zara não ficou bem entregue.

A Zara descansará agora junto do seu dono da água de colónia suave...

Meow disse...

Raquel,

lamento imenso a perda da Zara. Nem consigo imaginar o sofrimento... Resta imaginar que agora está num sítio melhor!